spot_img
InicioAlto MinhoAlfândega da Fé inaugura polo expositivo da XXII Bienal Internacional de Arte...

Alfândega da Fé inaugura polo expositivo da XXII Bienal Internacional de Arte de Cerveira

Alfândega da Fé inaugura polo expositivo da XXII Bienal Internacional de Arte de CerveiraA Casa da Cultura Mestre José Rodrigues recebe, a partir desta quinta-feira, 28 de julho, a exposição “De casa para um mundo”, um projeto inédito que reúne 15 escritores + 15 artistas plásticos+ 15 compositores. A inauguração deste polo expositivo da XXII Bienal Internacional de Arte de Cerveira está agendada para as 18h00.

Revista COUSAS DE nº14

Trata-se de um projeto artístico inédito, concebido por Manuel de Novaes Cabral e Sobral Centeno, que reuniu, em tempos de pandemia, nomes bem conhecidos das artes visuais e da literatura contemporânea. Maria de Fátima Lambert é a curadora desta exposição que integrou mais tarde, por sugestão de Paula Freire, a área da música.

O resultado foi a criação à distância de obras coletivas que foram dadas a conhecer ao público na XXI Bienal Internacional de Arte de Cerveira, em 2020. A Fundação Bienal de Arte de Cerveira é a entidade promotora das itinerâncias e fiel depositária das obras do projeto.

No total são apresentadas obras de 15 escritores + 15 artistas plásticos+ 15 compositores, colocando em diálogo criadores que não se puderam encontrar, mas que comunicaram através da arte. A iniciativa conta, ainda, com a colaboração dos Designers Beatriz Horta Correia, Francisco Providência, Joana Machado, Miguel Gaspar e Nuno Coutinho.

De referir que a singularidade estética da XXII Bienal Internacional de Arte de Cerveira reside também na diversidade de narrativas e interpretações, apresentadas em diferentes contextos. Para além da Alfândega da Fé (Casa da Cultura Mestre José Rodrigues), a XXII Bienal Internacional de Arte de Cerveira contará ainda com polos expositivos em: Caminha (Museu Municipal), Monção (Galeria de Arte do Cine Teatro João Verde), Vila Verde (Biblioteca Municipal Professor Machado Vilela) e Pontevedra (Museo de Pontevedra).

Artistas representados:

  • Capicua, Albuquerque Mendes e Ana Seara
  • Afonso Reis Cabral, Ana Fonseca e Pedro Pinto Figueiredo
  • Daniel Maia-Pinto Rodrigues, Ana Pérez-Quiroga e Sara Carvalho
  • Bernardo Pinto de Almeida, António Olaio e Nuno Peixoto de Pinho
  • Pedro Eiras, Avelino Sá e Jaime Reis
  • João Gesta, Cristina Ataíde e Ângela da Ponte
  • Paulo José Miranda, Francisco Laranjo e Inês Badalo
  • Francisco Duarte Mangas, Graça Pereira Coutinho e António Pinho Vargas
  • Maria do Rosário Pedreira, Isaque Pinheiro e Carlos Marecos
  • Rosa Alice Branco, Susana Piteira e Francisco Monteiro
  • Nuno Higino, Jorge Abade e Carlos Caires
  • Gonçalo M. Tavares, Pedro Calapez e Sérgio Azevedo
  • Hugo Mezena, Pedro Tudela e Isabel Pires
  • Manuel Novaes Cabral, Sobral Centeno e Luís Soldado
  • Filipa Leal, Zulmiro de Carvalho e António Victorino D’Almeida

Designers:

  • Beatriz Horta Correia
  • Francisco Providência
  • Joana Machado
  • Miguel Gaspar
  • Nuno Sá-Coutinho

Horário:

28 de julho a 9 de outubro de 2022

Segunda a sexta-feira: 9h00-17h00

Fim de semana: 10h00-17h00

Morada:

Largo S. Sebastião

5350-013 Alfândega da Fé

- Publicidade -spot_img